voltar

Blog > Dicas

5 nutrientes essenciais para o inverno



As baixas temperaturas já estão dando o ar da graça nesses últimos dias, indicando a proximidade do inverno. Com isso, ficamos um pouco apreensivos se o frio não vai causar aquelas doenças chatas que prejudicam o bem-estar das nossas crianças. No entanto, de uma forma natural, podemos prevenir gripes, resfriados, amidalite, otite, alergias e outras doenças comuns na estação: basta incluir na alimentação vitaminas e minerais que previnem ou atenuam esses males e dão ao pequeno uma resistência imunológica maior. Separamos os 5 principais parceiros do sistema imunológico para este inverno e suas fontes naturais de consumo:


1. Vitamina C: o mais popular entre os nutrientes contra gripes e resfriados é a vitamina C. Seu consumo por meio de alimentos naturais é mais indicado do que pastilhas compradas em farmácias. Ao contrário do que normalmente dizem por aí, a vitamina C não necessariamente previne doenças respiratórias, mas reduz a potencialidade de seus diversos sintomas. Ela age como um antioxidante, protegendo o corpo contra vários outros males, como problemas cardíacos e câncer. Também é fundamental para a produção de colágeno, elemento envolvido na renovação da pele e fortificação dos ossos.


Alimentos indicados: principalmente frutas cítricas, kiwi, acerola, morango. Também em vegetais frescos como repolho, brócolis e ervilhas.


2. Ferro: o ferro é imprescindível para a formação de hemoglobina, responsável pelo transporte de oxigênio em nosso corpo. Também é necessário para a produção de energia, performance intelectual e vitalidade. Quando não consumido propriamente, pode levar à anemia, causando letargia e cansaço.


Alimentos indicados: a carne vermelha é uma rica fonte de ferro, assim como ovos, feijão, lentilha e frutas secas. Algumas farinhas de trigo disponíveis no mercado são enriquecidas com o nutriente. Consumir alimentos ricos em vitamina C juntamente com alimentos ricos em ferro ajudam em sua absorção.


3. Vitamina A: elemento importantíssimo para o processo de cicatrização e renovação de tecidos e formação de colágeno. Tem poder antioxidante, é um fortalecedor do sistema imunológico e faz bem para a visão.


Alimentos indicados: Leite, gema do ovo, fígado de boi ou galinha, cenoura, tomate, vegetais de cor verde escura (brócolis, couve, rúcula), manga, damasco e peixes com carne mais gordurosa, como salmão, atum, arenque e sardinha.


4. Vitamina E: também possui função antioxidante, atuando na proteção das membranas celulares. Fortalece o sistema imunológico, faz bem para a pele e pode prevenir problemas de coração e câncer.


Alimentos indicados: nozes, castanhas, amêndoas e pistaches são excelentes fontes de vitamina E, assim como vegetais de cor verde escura (brócolis, couve, rúcula) e cereais.


5. Selênio:  mineral essencial para a atuação das enzimas que defendem o corpo de doenças. Também possui função antioxidante e fortalece o sistema imunológico.

Alimentos indicados: cereais, carne vermelha, peixe e castanha-do-pará.

Receita de espetinhos de frango agridoce


Espetinhos parecem uma forma mais divertida de comer, não é mesmo? Talvez porque remetam aqueles dias de churrasco com a família, talvez porque sejam práticos de degustar e coloridos, já que misturam carnes, vegetais e até mesmo frutas. Bom, a verdade é que a criançada adora um espetinho e essa é uma forma mais fácil de fazer com que as mais chatinhas comam vegetais. Um apelo visual nas refeições sempre ajuda a convencê-los.


A receita de hoje é um pouquinho diferente daqueles espetinhos mais comuns do churrasco de domingo, pois utiliza carne de frango e abacaxi, além de poder ser feita no forno, caso você não possua churrasqueira ou grelha em casa.


Dica: você precisará de mais ou menos 2 abacaxis para esta receita, um será utilizado na forma de suco para marinar a carne e o outro cortado em cubos para montar os espetinhos.


Curiosidade: o abacaxi possui uma enzima chamada bromelina, que ajuda a deixar a carne mais macia, tornando-se assim um ótimo suco para marinar outros tipos de carne e acrescentar um sabor agridoce especial a outras receitas.


Ingredientes:


Para marinar o frango:


— 500 gramas de peito de frango cortado em cubinhos


— 2 colheres de sopa de molho de soja (shoyu)


— 600 ml de suco de abacaxi filtrado


— 2 dentes de alho amassados


Para montar o espetinho:


—15 Palitos de churrasco


— 1 Abacaxi cortado em cubos (mais ou menos 40 cubos)


— 2 Pimentões vermelhos cortados em fatias


— 500 gramas de tomatinhos cereja


— Papel manteiga e forma grande (se for assar no forno convencional)


Modo de preparo:


Primeiro, coloque o frango em uma vasilha com os ingredientes destinados à marinada. Misture bem e leve ao refrigerador por cerca de 30 minutos.


Pré-aqueça o forno a 200°C. Então é hora de começar a montar os espetinhos. As crianças podem ajudar nesta parte, a ordem que seguimos foi:


2 tomates cereja ? 1 cubinho de pimentão ? 1 cubinho de frango ? 1 cubinho de abacaxi: repita esta sequência mais uma vez e finalize com outros 2 tomatinhos cereja.


De qualquer maneira, as crianças podem criar a ordem que preferirem ao ajudarem a montar os espetinhos.


Depois de montar todos os espetinhos (cerca de 12 a 15), forre uma forma grande com papel manteiga. Leve ao forno por cerca de 20 minutos, virando os espetinhos de lado na metade desse tempo. Sirva com arroz integral.


Rendimento: de 12 a 15 espetinhos.

DIY Páscoa: ovinhos decorados

Ovos decorados são uma tradição de Páscoa. Para espalhar pela casa, pôr na cestinha de chocolates ou para presentear, o post de hoje vai ensinar a transformar seus ovinhos em quatro aves diferentes: pinguim, pavão, coruja e tucano. Os materiais são simples e o resultado original e colorido.

Materiais:

— 4 Ovos
— Tinta acrílica de várias cores
— Cartolina colorida
— Canetinhas coloridas
— Pincéis
— Tesoura
— Pistola de cola quente
— Lápis

Pinguim: fazer o desenho do pinguim no ovinho é muito simples. Basta traçar com o lápis um círculo oval e pintar toda a parte de fora com tinta preta. Depois, com a canetinha, faça os olhinhos e o bico do animal.

Pavão: para fazer o pavão, pinte todo o ovo de azul. Espere secar e desenhe com a canetinha os olhinhos e o bico. Desenhe na cartolina verde as penas, utilizando outras cores de papel para customizá-la, como na imagem abaixo. Fixe as penas de papel na parte de traz do ovinho pintado utilizando cola quente.

Coruja: desenhe no ovo um losango. Pinte toda parte exterior do ovo de marrom, como feito com o pinguim. Crie com a canetinha uma textura diferente na barriga da coruja. Depois é só desenhar os olhos e o bico, também com canetinha.

Tucano: o tucano, assim como o pavão, leva acessórios de papel colados. Para fazê-lo, basta desenhar uma forma em formato de feijão no ovo e pintar sua parte externa com tinta preta. Depois, divida a parte interna como na imagem abaixo e pinte com cores diferentes cada uma. Faça uma bolinha com canetinha preta representando o olho. Desenhe o bico colorido e as penas de cima da cabeça na cartolina, recorte e cole com a pistola quente.

Dica: utilize um copinho ou potinho de vidro para apoiar os ovos pintados enquanto a tinta seca.
Não ficaram lindos? Qual o seu favorito?


DIY Páscoa: coelhinho de lã

Olha que coisa mais fofa esse coelhinho feito com lã! Não é uma ótima ideia para enfeitar a casa ou aquela cestinha de chocolates especialmente para a Páscoa? É fácil e barato de fazer. Para um coelhinho, você vai precisar de:

Materiais:
— 1 Rolo de lã (quanto mais grosso o fio, melhor)
— 2 Rolos de papel higiênico vazios
— Tesoura
— Fio de nylon
— Agulha
— 1 Bola de algodão (para o rabinho)
— 2 Miçangas de cor preta (para os olhos)
— 1 Miçanga de cor rosa (para o focinho)
— dois Pedaços de feltro de cores diferentes (para as orelhas)
— Cola quente

Modo de fazer:
Comece fazendo a base do corpinho: você vai fazer 2 pompons de tamanhos diferentes. O maior será feito utilizando os dois rolos vazios de papel higiênico como base.

Enrole a lã com os dois rolos juntos. Quando obter um pompom espesso, passe o fio entre os dois rolos e de voltas pelo meio do emaranhado, fazendo um nó bem forte.

Retire o emaranhado de lã cuidadosamente da base de rolos de papel higiênico. Em seguida, corte ao meio dos dois lados e depois apare a lã uniformemente, formando o pompom. Esse será o corpo do coelhinho.
Para fazer a cabeça, siga os mesmos passos, mas usando dois de seus dedos como base, assim como ensinamos neste post. Costure o pompom menor no maior, juntando cabeça com corpinho.

Pronto, agora temos a base do coelho. Vamos começar fazendo as orelhas. Corte o formato de duas orelhinhas nos dois pedaços de feltro de cor diferente: uma da cor da lã (mais ou menos 5 cm de altura) e outra cor de rosa (4 cm de altura). Cole as pontas da base, para que fiquem dobradinhas. Depois, costure-as na cabeça do coelhinho.

Com a tesoura, dê uma aparadinha na bola de algodão, para que fique mais uniforme. Costure-a na bundinha do coelhinho. Então, é hora de costurar as miçangas pretas como olhinhos.

Utilize o fio de nylon para fazer os bigodinhos do coelho. Passando a agulha pela miçanga rosa, vá fazendo tipo um laço com o nylon, como na imagem. Depois de passar umas 5 vezes por cada lado, é só cortar a ponta dos laços para formar o bigodinho. Em seguida é só costurar o focinho no coelho.

Pronto! Esses coelhinhos são tão lindos que podem ser feitos para decorar uma festa, o quarto de seu pequeno ou como lembrancinha até mesmo fora da Páscoa. Faça vários, cada um de uma cor, uma família deles, que tal?

2 receitas saudáveis de pão de queijo

Não tem nada mais gostoso do que um delicioso pãozinho saindo do forno, ainda mais com esse friozinho que está começando. Que tal experimentar essas duas receitas alternativas do nosso tradicional pão de queijo? Para o lanche da tarde ou café da manhã, junto com uma xícara de chá ou café quentinho, não tem nada mais reconfortante para a criançada. O legal das receitas é que são livres de glúten, engordam menos e, no lugar da farinha, levam dois tubérculos da estação e que são muito benéficos para a saúde: a mandioquinha e o inhame.

Pão de queijo de mandioquinha
Conhecida por mandioquinha, batata-baroa ou batata salsa, dependendo da sua região. É um tubérculo rico em vitaminas dos complexos A e B, além de cálcio, magnésio e fósforo.
Ingredientes:
— 2 Mandioquinhas (mais ou menos 250 g)
— 1 1/3 Xícara de polvilho doce
— 2/3 Xícara de polvilho azedo
— 4 Colheres de sopa de azeite de oliva
— 3 Colheres de sopa de água
— ½ Xícara de queijo parmesão ralado
— ½ Colher de chá de sal

Modo de fazer: descasque as mandioquinhas, corte-as em cubinhos e cozinhe-as. Quando estiverem macias, escorra-as e amasse-as com ajuda de um garfo, até formarem um purê. Adicione os demais ingredientes e misture bem, sovando a massa até ela tornar-se lisa e homogênea. Pré-aqueça o forno a 180°C. faça pequenas bolinhas com a massa e disponha-as sobre uma assadeira forrada com papel manteiga ou untada com um fio de óleo. Asse por cerca de 30 minutos a 180 °C ou até os pães ficarem douradinhos.
Rendimento: 20 pãezinhos

Pão de queijo de inhame
O inhame é o mais nutritivo dos tubérculos consumidos no Brasil. Em algumas localidades, é também chamado de cará, mas na verdade, inhame e cará são dois tubérculos diferentes. O inhame é mais fibroso e nutritivo, possui uma coloração mais escura. Rico em vitamina C e em vitaminas do complexo E e B, ajuda no fortalecimento do sistema imunológico.

Ingredientes:
— 6 Inhames
— ½ xícara de polvilho doce
— ½ xícara de sopa de polvilho azedo
— ½ xícara de azeite de oliva
— ½ xícara de queijo parmesão ralado
— 1 Colher de sopa de alecrim fresco
— 1 Colher de sopa de sementes de chia (opcional)
— 2 Colheres de sopa de água
— 1 Colher de café de sal

Modo de fazer: o procedimento é parecido com o do pão de queijo de mandioquinha. Descasque e pique os inhames e coloque-os para cozinhar em água quente. Depois, escorra-os e, com ajuda de um garfo, faça um purê. Acrescente os outros ingredientes ao purê. Pré-aqueça o forno a 200°C. Sove bem a massa até ela ficar lisinha e homogênea. Quando ela não estiver mais grudando nas suas mãos, faça bolinhas e coloque-as numa forma forrada com papel manteiga ou untada com um fio de óleo. Asse por 30 minutos a 200°C ou até os pães ficarem douradinhos.
Rendimento: 20 pãezinhos.

DIY: difusor de aromas para a casa

O uso de essências naturais para perfumar a casa está muito além daquele cheirinho gostoso que deixa o ambiente mais agradável. Você sabia que o olfato é o sentido mais ligado à nossa memória?
Em uma pesquisa feita pela Stockholm University com grupos de pessoas cuja média de idade era 75 anos, apresentaram-se 3 conjuntos com os mesmos 20 sinais de memória. Enquanto os sinais escritos e visuais evocavam memórias mais relacionadas à adolescência e à juventude, os sinais olfativos evocavam memórias da primeira infância, abaixo dos 10 anos de idade. Isso acontece porque o olfato é o primeiro dos sentidos a amadurecer. Ele também é o sentido mais ligado às emoções e isso se deve a uma questão anatômica: a região cerebral responsável pela percepção do olfato é vizinha àquela associada a memória, emoções e sentimentos, o hipocampo.

No post de hoje, ensinamos a fazer um difusor de aromas para você harmonizar a casa, tornando-a mais gostosa e, de quebra, deixar uma memória olfativa para seus pequenos sempre se lembrarem da primeira infância.

Materiais:
- Vasinho de vidro
- Óleo de bebê
- 1 Frasco (10 ml) de óleo essencial de sua preferência (pode ser lavanda, laranja, baunilha, alecrim, aquele que mais lhe agradar)
- Palitinhos de churrasco
- Fita
- Durex decorado
- Tesoura

Como fazer: despeje todo o óleo essencial no vasinho e preencha o espaço restante com óleo de bebê. Decore os palitinhos de churrasco com pedaços de fita adesiva decorada, formando bandeirinhas divertidas com a tesoura. Coloque os palitinhos no vaso com o óleo e a essência, para atuarem como difusores. Decore o vasinho com uma ou várias fitas coloridas. Depois, é só deixar seu novo difusor num canto especial da casa