voltar

Blog > autoestima

5 verdades sobre a Concentração das crianças

A falta de concentração e aumento da hiperatividade em crianças é cada vez mais perceptível, especialmente para pais e cuidadores de crianças. A quantidade de informações e estímulos sendo transmitidos às crianças simultaneamente faz com que seja necessário um esforço maior para manter a concentração em apenas um estímulo.

Listamos alguns fatos sobre a habilidade de concentração das crianças para você entender mais sobre o assunto:

1- A rapidez de tecnologias como celular, tablets, vídeo games e televisão contribui para o excesso de estímulo simultâneo.

2- Brincadeiras e jogos ajudam a exercitar a habilidade de se concentrar. Jogos de tabuleiro são ótimos aliados nessa tarefa.

3- Rotina e passar tempo controlado em contato com estímulos eletrônico ajudam a direcionar melhor o esforço que a criança precisa fazer para se concentrar em apenas uma tarefa.

4- A criança pode apresentar sinais de hiperatividade mas não necessariamente ser diagnosticada como TDAH.

5- Concentração pode ser exercitada, seja com atividades dirigidas ou com brinquedos pensados para essa tarefa.

Confira os brinquedos da Calesita pensados para auxiliar o desenvolvimento da concentração e atenção da criança no nosso site!

5 dicas para a hora das refeições

Segundo estudo recente nos EUA, é nos primeiros anos de vida que aprendemos a nos alimentar. Pensando nisso, separamos algumas dicas para você adotar em casa para ensinar desde cedo hábitos saudáveis de alimentação para seu filho.
Confira:

- Dê o exemplo. Os pequenos observam e aprendem a partir do exemplo dos adultos. Adote alimentos saudáveis na sua dieta e evite mostrar aos pequenos hábitos que você não quer que eles adotem.

- Diversifique os pratos oferecidos aos bebês. Além de oferecer o máximo de nutrientes possível, é importante ensinar a eles desde cedo todas as possibilidades e também conhecer quais são suas preferências. Vale lembrar que as papinhas podem ser saborosas também. Mesmo sem precisar adicionar sal, elas podem ser preparadas com cebola, alho , salsa, etc.

- Acostume seu filho a beber bastante água desde cedo. Evite oferecer bebidas como refrigerantes ou sucos industrializados o máximo que puder. A água é a melhor opção para matar a sede, hidratar, ajudar no funcionamento do organismo em geral, inclusive do intestino.

- Até os 2 anos, a criança tem capacidade de saber quando está saciada ou não. Deixe o pequeno comer o quanto quiser. Oferecer uma porção maior do que o necessário pode causar frustração ou incentivar a criança a comer mais do que necessita, dando origem a outros problemas que podem se agravar na vida adulta. Observe o quanto seu filho normalmente come, e leve em consideração na hora de preparar a quantidade de comida a ser servida. Nunca force a criança a comer.

- Tenha horários para as refeições. A rotina ajuda o metabolismo da criança a se organizar e a criança aprende a identificar sensações de saciedade ou fome. A rotina contribui também para o dia a dia dos pais, que podem adaptar seus horários com mais facilidade.

Problemas que a falta de sono pode causar

Sabemos, não é de hoje, que a falta de sono atrapalha o nosso desempenho durante o dia, afetando nossa concentração e nosso humor. Com as crianças não é diferente. Um estudo recente feito no Canadá confirmou que horas de sono abaixo da quantidade ideal interferem na atenção dos pequenos. Por estar relacionado com a produção de hormônios que regulam nosso humor, a falta de sono tem efeito emocional também. A regulação do humor fica comprometida quando a rotina da criança não acomoda um sono de qualidade, na quantidade adequada.

No que diz respeito ao corpo, o metabolismo da criança acontece em grande parte durante o sono. Portanto, a falta de sono pode alterar e desregular o metabolismo relacionado com o controle da diabetes, podendo contribuir com a obesidade infantil. Alguns estudos sugerem que um sono em quantidade inadequada pode também comprometer o sistema imunológico dos pequenos.
Confira aqui algumas dicas para um sono de qualidade para o bebê que sugerimos em outro post.

Dicas para um sono com mais qualidade para os pequenos

O ambiente em que o bebê dorme tem um papel importante na qualidade do sono do pequeno. Por isso é importante se atentar a pequenos detalhes que podem fazer toda diferença.

Selecionamos aqui alguns deles:

- mantenha o quarto sem luz acesa durante a noite, o ambiente escuro estimula a produção de melatonina, o hormônio do sono;

- diferencie o dia e a noite. Nas sonecas durante o dia, mantenha o quarto com iluminação natural;

- tente ao máximo manter uma rotina de sono, com horários para sonecas e para a hora de dormir;

- caso o bebê acorde ou resmungue durante a noite, tente fazê-lo voltar a dormir entendendo que ainda é hora de descansar;

- não ofereça chás calmantes a não ser que seja recomendado pelo pediatra. Os bebês podem consumir chás, como de camomila, a partir dos 6 meses.

Por que criar uma rotina com os pequenos

Pode parecer que não, mas ter uma rotina, especialmente quando somos crianças, é muito importante. Ela interfere no desenvolvimento psíquico e físico e ainda contribui para uma vida mais equilibrada e saudável.

Aqui vão alguns exemplos que mostram o papel fundamental da rotina na vida das crianças:

- No sono, o hábito repetido de dormir mais à noite e menos durante o dia (escuro versus claro) ajuda nosso corpo a estabelecer o ciclo circadiano corretamente, proporcionando o desenvolvimento mais eficaz de hormônios, como o do crescimento por exemplo.

- Os hábitos alimentares exercidos com regularidades contribuem para o funcionamento do sistema digestivo de forma correta. Alimentos saudáveis que fazem parte da rotina da criança ajudam a prevenir importantes doenças como hipertensão, diabetes e obesidade.

- A rotina traz para a criança a sensação de segurança. Saber o que irá acontecer, como por exemplo que ele será buscado na escola todos os dias, conforta e reduz a ansiedade que vem junto com a insegurança.

- Quando há algo diferente com a saúde ou comportamento do pequeno, a diferença é mais visível na rotina do dia a dia. Há mais chances de poder comparar atitudes e sinais que destoam dos normais.

Normalmente, toda criança gosta de rotina, e os pais e cuidadores precisam entender a importância de uma vida mais organizada, segura e saudável para os pequenos.

Quantas horas por dia o bebê deve dormir?

Quanto mais novos, mais horas de sonos os pequenos precisam todos os dias. O sono é fundamental para a saúde e o crescimento das crianças, desde o seu nascimento. Com mais intervalos quando são recém-nascidos e mais concentrados conforme vão crescendo, as horas de sono são importantes para diversas funções do organismo dos baixinhos. A memória processa as informações recebidas enquanto a criança estava acordada, o hormônio do crescimento é produzido, o sistema digestivo absorve os nutrientes, e muito mais.
De acordo com a Fundação Nacional do Sono, nos EUA, as horas adequadas para cada idade são as seguintes:

Pode haver pequenas variações para mais ou para menos, já que cada indivíduo é diferente. Porém, essas variações não devem passar de 2 horas.
Preste atenção na quantidade de tempo que seu filho passa dormindo e procure estabelecer uma rotina agradável para ele e que seja saudável para seu desenvolvimento. Pode levar algum tempo mas os resultados são compensadores.