back

Blog > Choro dos bebês: a manha

Choro dos bebês: a manha

Simplificando, podemos dizer que existem três motivos que levam um bebê a chorar: dor, fome e manha. Mas, neste post, gostaríamos de nos ater à questão do choro por manha que é tão comum entre os mais pequenininhos. A manha não necessariamente carrega só o caráter negativo a que a palavra nos remete: birra, capricho ou teimosia. A manha dos bebês pode ser também uma necessidade legítima de atenção.

Os bebês ainda estão tentando entender o que é a vida e o mundo. Eles não possuem ainda a capacidade de se expressarem nem falar aquilo que sentem. Comunicando-se basicamente por barulhinhos, às vezes a manha é apenas uma angústia de não ser compreendido ou, mais ainda, de não compreender o que acontece à sua volta.

A manha também pode ser uma necessidade de atenção que não visa a birra, mas a simples companhia do outro. Imagine o que é chegar neste mundo sem saber o que ele é, o que são as coisas e sem a capacidade de expressar ou mesmo de reconhecer propriamente seus sentimentos. Ainda que os bebês possuam certos instintos biológicos, inicialmente, não conseguem compreender a dinâmica do dia a dia e das pessoas que os rodeiam. E o pior, não são capazes de expressar essa angústia do desconhecimento de outra maneira que não o choro.

Por isso, normalmente quando um bebê chora por manha, ele chora por uma angústia do desconhecimento do mundo ao qual chegou, pedindo o conforto da companhia de seus pais para acalmá-lo. Ser mãe e pai exige paciência e compreensão com o serzinho que está aprendendo a viver.